Os dez princípios para uma vida rica!

Esses são os dez princípios que considero mais importantes, na verdade imprescindíveis, para o desenvolvimento pessoal e a liberdade financeira. 

  1. Diga NÃO às dívidas;
  2. Poupe;
  3. Invista com inteligência;
  4. Diversifique sua renda;
  5. Invista em você;
  6. Seja simples;
  7. Foque no processo;
  8. Cuide da saúde;
  9. Seja grato;
  10. FAÇA!!

Vamos falar um pouco mais de cada um deles logo abaixo.

1. Diga não às dívidas

O primeiro passo para qualquer pessoa se tornar livre financeiramente é: NUNCA, NEVER, JAMAIS fazer dívidas. E, se as tiver, antes de pensar em investir, acabe com elas.

As dívidas não afetam apenas a sua vida financeira. Elas podem comprometer, também, a sua saúde e é uma das principais causas de divórcio. Ou seja, elas podem acabar, inclusive, com a sua família.

“Ah!! Mas minhas dívidas estão controladas. Trabalho, pago e ainda sobra”. São mesmo?? Pare de trabalhar por algum motivo e, com isso, não pague as prestações, para você ver o que acontece. O que não está completamente pago, ainda não é seu. Deixe de pagar e, rapidinho, o credor toma o apartamento, o carro ou qualquer outro bem que seja financiado. Enquanto a dívida não for paga, você é escravo dela.

Além do mais, nenhum investimento te dará uma rentabilidade maior que o custo da dívida. Muita gente fica pagando financiamento e o dinheiro que “sobra”, investe. Isso não existe!! Você paga uma taxa anual na dívida de 10, 15, 20%  e investe seu dinheiro para ganhar 5-6%. No final das contas você terá menos patrimônio. E nem estou falando aqui das taxas do cartão de crédito ou do cheque especial que chegam a 200-300-400% ao ano. Se tiver essas dívidas não deveria nem ter celular ou computador para estar aqui lendo o blog. 

“Ah, Léo, mas a Bolsa pode subir muito, vou ganhar um dinheirão, quito meu “ap” e ainda fico rico”. Que gênio!! Vá lá, faça isso para você ver!! Já vi muita gente (muita gente mesmo) colocar o dinheiro pra quitar/comprar o apartamento/carro em renda variável e, no final, só ter o dinheiro de um carro/bicicleta. Sério mesmo!! Nunca façam isso. Investimento em renda variável não é para esse propósito. 

Fazendo dívidas, você pode até ter coisas (que nem suas são ainda), mas nunca será rico. Há uma diferença muita grande entre essas duas coisas. 

Portanto, se quiser começar a engatinhar na sua jornada rumo à liberdade financeira, primeiro acabe com as suas dívidas, e se não as tiver, ótimo! Não as faça! 

Não compre o que você não pode para impressionar ou satisfazer uma felicidade temporária. Poupe, invista e quando puder (com sobras), compre. Só assim você terá chances de ver seu patrimônio crescer.

2. Poupe

Depois de exterminar as suas dívidas, o segundo passo no caminho para a tranquilidade financeira é: POUPAR!!

Liberdade financeira é fruto da interação entre APORTE, taxa e TEMPO. Explicarei melhor essa “fórmula” em outro momento. Por enquanto, quero que você saiba a importância do aporte (grana que você vai investir todo mês) na criação de riqueza. E, o primeiro passo para aumentar seus aportes é: poupar o máximo que você puder. 

Um percentual ideal de “poupança” seria em torno de 30%. Esse número pode ser maior ou um pouco menor a depender das particularidades de cada um. 

“Léo, eu moro com meus pais e tenho casa, comida e roupa lavada. Devo gastar 70% na cachaça e poupar 30% então?!” NÃO! Se hoje você tem esse privilégio poupe muuuito, para construir uma base. Isso será importante para quando você começar a pagar suas próprias contas e não conseguir poupar tanto. 

“Já eu sustento a família e tenho filhos, não tenho como guardar tudo isso”. Tudo bem! Como eu falei, cada um tem a sua realidade e deve poupar o quanto puder. MAS POUPE!!

Atenção!! Não é economia de cafezinho e de bala que vai te deixar rico. Isso ai é mindset de miséria. O que te deixará rico é o seu trabalho! Deve-se economizar com supérfluos, com coisas que você gasta e não precisa. Se precisar, faça uma planilha para saber controlar seus gastos e despesas, e para avaliar onde pode cortar. No começo esse tipo de controle pode ajudar, mas não precisa usar esse artifício “para sempre”. 

Faça um esforço, corte gastos desnecessários e sejaricovctb.

3. Invista com inteligência

Agora que você já aprendeu a importância de poupar e de não fazer dívidas, vamos investir!!

Uma pausa importante!

Antes de investir e antes mesmo de quitar suas dívidas, você deve fazer a sua Reserva de Emergência (RE). A RE não é investimento. Como o nome já diz, é um valor que você guarda para te “salvar” em alguma emergência. Inicialmente, é importante saber duas coisas sobre a RE:

  1. Deve estar numa aplicação de liquidez imediata.
  2. Deve ser no montante de 3 a 6 meses de suas despesas mensais.

Pronto! Agora vamos voltar aos investimentos.

“Mas Investir é só pra rico!!” Não, meu camarada! INVESTIR é o que pode te deixar RICO. Primeiro, investe e, depois, fica rico. Sacou?! E não o contrário. 

O mais importante nesse nosso primeiro contato sobre investimentos é a DIVERSIFICAÇÃO. “Aquele negócio de não colocar todos os ovos na mesma cesta, né?!” Hum…é…mais ou menos por ai. A diversificação é a melhor maneira de controlar os riscos. 

São diversos os tipos de ativos que podemos diversificar, classificados em duas grandes classes: renda fixa (tesouro direto, CDB, LCI, LCA, etc.) e renda variável (Ações, fundos imobiliários, stocks -ações americanas-, etc.). 

“Faltou você citar poupança, Léo. Invisto minha grana toda lá. Sou craque!!” Humm! Ta “serto”, sabidão! #sqn. A poupança serve, no máximo, para guardar a RE, pois é a aplicação de liquidez mais acessível. Só isso, mais nada!!

Depois irei escrever sobre cada um dos ativos. Mas já saiba que o investimento em boas empresas (ações) é que pode fazer você “mudar de patamar”.

4. Diversifique sua renda

Ainda mais importante do que saber investir é produzir mais renda. E só se cria renda por meio do trabalho. Essa é a verdadeira fonte da riqueza. Saber investir é importante? Sim, muito. Mas o dinheiro que você investe vem do seu trabalho, da sua renda.   

Nenhuma renda é 100% segura. Até a estabilidade no serviço público já está sendo questionada. Daí a importância de diversificar suas fontes de renda. E quanto mais renda, mais dinheiro para você investir e, com isso, mais “rápido” você atinge a liberdade financeira (“rápido”, nesse caso, lê-se menos lento. Construção de riqueza demanda tempo e paciência. Quem quer enriquecer rápido, acaba mais quebrado ainda).

Lembra do que falei no princípio “Poupe!”? Liberdade financeira é fruto da interação entre APORTE, taxa e TEMPO. Mais renda = mais aporte (porque você já aprendeu a poupar, claro).

Procure algo que você goste e veja como transformar isso num negócio, numa fonte de renda. Na era do marketing digital, praticamente tudo pode ser transformado numa fonte de renda. Venda algum produto, um serviço, produza alguma coisa…use a criatividade (iremos conversar mais sobre isso depois). 

“Mas meu emprego não me permite fazer nenhum outro trabalho, e agora?!”. Dá-se um jeito. Se não tem mesmo como criar uma nova fonte de renda, invista na que você já tem. Busque posições na empresa que aumentem seu salário, melhore o seu negócio, se vire!! Não se acomode onde você está agora.

5. Invista em você

O que vai te fazer investir com inteligência e aumentar a sua renda é o investimento em si mesmo. Nada é mais importante do que o conhecimento. Aliás, só uma coisa é tão importante quanto, ou até mais importante, que é colocar em prática esse conhecimento…mas isso é assunto para o nosso ultimo princípio.

“E como eu invisto em mim mesmo, Léo?! Pego uma grana, boto no bolso, dou uma arrumada no visual e vou gastar na gandaia?!”. Acertou, miserávi!!!!!! #SQN!!! 

Investir em si próprio é você estudar, se aprimorar naquilo que você já faz, buscar inspiração para novos negócios, fazer cursos que te proporcionem conhecimento para crescer, ler muuuito (leitura útil. Não é ficar vendo fofoca no instagram não!), aprender inglês (isso é básico hoje em dia)… Enfim, estar a todo momento com “fome” de conhecimento! 

Seja um leitor voraz. A leitura é uma das maiores, senão a maior, fonte de conhecimento que existe. Ninguém aqui tem acesso às pessoas de mais sucesso do Brasil (e do mundo), para tomar um cafezinho e bater um papo e, com isso, absorver dela inspiração. Mas isso você consegue com a leitura. Livros e cursos, que te farão crescer, não são despesas. São investimentos!! 

A educação realmente transforma!!

6. Seja simples

Há um expressão muito utilizada, em diversos contextos, que cabe perfeitamente no nosso projeto de desenvolvimento: “MENOS É MAIS!”

Ter uma vida simples, um padrão de vida abaixo dos seus meios, é a única maneira de construir riqueza. Se você gasta mais do que tem, você pode ter coisas (e dívidas). Riqueza, NUNCA!!

Lembre de alguma coisa que você comprou só para se sentir bem, mas não precisava. Lembrou?? Agora pense em quanto tempo esse “prazer” durou. Certamente foi pouquíssimo tempo. Pouco tempo após a compra, após a euforia de ter adquirido aquele bem caro, seu nível de satisfação voltou ao mesmo que era antes da compra. Ou seja, gastou uma grana apenas para satisfazer um prazer temporário, sem nenhuma mudança duradoura no seu bem estar. 

Quando bater aquela vontade de comprar algo, pense duas vezes. Vá pra casa e reflita. Se precisar, tudo bem! Compre! Se for só para te fazer bem, pense no que falei acima. Se comprar, seu dinheiro vai embora e seu bem estar aparente, também.

IMPORTANTE‼️

Não estou dizendo que você deve ficar se privando de tudo e viver uma vida completamente modesta. Não é isso!! Apenas que você possa se dar alguns luxos, quando você puder. Quando tiver com dinheiro (sobrando) para isso. 

A maioria dos milionários segue esse estilo de vida simples. E, se não fosse assim, provavelmente nunca seriam milionários.

Se você quer status; gaste, desfile com seu carro do ano importado, suas roupas caras e sejapobrevctb. Mas se quiser riqueza, adote uma vida simples (abaixo dos seus meios) e sejaricovctb.

7. Foque no processo

Todo mundo quer chegar ao seu destino. Mas a maioria das pessoas não sabe como percorrer o caminho.

Quando se foca no resultado, deixa-se de fazer o processo bem feito e, consequentemente, não atinge o objetivo. 

Você pode, e deve, ter metas. Mas se preocupe muito mais com os meios. Se dedique no que você propôs a fazer e faça da melhor maneira possível. O resultado será consequência de um trabalho bem feito.

Se você tem um objetivo grande (e deve ter), faça pequenas metas intermediárias atingíveis. Por exemplo: Se seu objetivo é ter um milhão investido em 10 anos, tenha metas pequenas no “caminho”. Meta de 10, 20, 50 mil e assim por diante. Tendo seu foco sempre nos meios, no processo para atingir seus objetivos. Isso vale para qualquer coisa. Para um dieta, para exercícios físicos, para o seu trabalho, etc.

Troque a sua mentalidade voltada para o resultado pela mentalidade focada no processo.

“Mas, Léo, porque devo fazer isso??” Porque o resultado você não pode controlar, eles podem chegar ou não. A única coisa que está no seu controle é você mesmo (suas atitudes, sua mentalidade e suas ações). Seu maior objetivo é vencer dia após dia. E é com esse foco, que você atingirá o sucesso.

É assim que pessoas de sucesso atingem os seus objetivos.

8. Cuide da saúde

De que adianta construir um grande patrimônio se não tiver saúde para usufruir??

Você pode ter todo o dinheiro do mundo, mas uma coisa você nunca será: IMORTAL!

Não adianta você aumentar suas fontes de renda, investir e atingir a sua liberdade financeira, se você não tiver saúde para usufruir de suas conquistas.

Faça exercícios físicos regularmente e tenha uma dieta balanceada. Se beber, que seja com moderação. Não fume! Ou seja, cuide de você.

E não cuide só da saúde física. Os problemas de saúde mentais são tão perversos quanto os físicos, e um interfere no outro. “Menta sã, corpo são” 

Pratique meditação, mindfulness, yoga, ou qualquer outro método que te traga bem estar mental e, consequentemente, físico.

Tanto os exercícios físicos quantos os mentais combatem a ansiedade e o stress, ajudam no foco, na melhora da qualidade do sono, entre outros incontáveis benefícios.

E pode ter certeza que esses benefícios irão te tornar cada vez mais ativo e focado no processo de construção de riqueza.

9. Seja grato

Troque reclamação por GRATIDÃO!!

Primeiramente, pare de reclamar daquilo que você não tem controle. Sua reclamação e chateação não vai mudar nada daquela situação. Só vai lhe causar mais estresse.

Quem vive reclamando, sempre acha um culpado para tudo. Não assume a responsabilidade por seus atos, escolhas e por sua vida. A culpa é sempre de alguém ou de alguma coisa. Pessoas assim não desenvolvem. Só cresce quem assume responsabilidades e FAZ a mudança. 

Não seja reativo! Essa mentalidade é muito difícil de mudar. Você terá que treinar durante um bom tempo, mas pode ter certeza que terá resultados e isso vai mudar a sua vida.

Seja grato!!

Você acha mesmo que tem o direito de ficar reclamando a todo momento?! Se inspire em pessoas que têm muito menos que você e são gratas à vida. Riqueza não é dinheiro. Riqueza é uma vida rica de gratidão e PAZ. O dinheiro será consequência de tudo que você aprender aqui.

Agradeça por sua saúde, por sua família, pelas coisas que você já construiu e pelas oportunidades que você tem para evoluir. Seja grato pelas pessoas que te ajudam e que te ajudaram e demonstre isso a elas. 

Enfim, mude seu mindset de reclamação pelo de gratidão!

OBRIGADO!

10. Faça

Agora vamos ao tópico mais importante de todos: AÇÃO!!

Se você entender e assimilar o que apresentei nos outros tópicos, e o que vamos continuar conversando daqui pra frente, mas não aplicar isso na prática, sabe quando você vai evoluir?!? NUNCA‼️

Mais importante do qualquer coisa que já falamos aqui é a sua AÇÃO. Como diz meu “amigo” James Hunter no livro O Monge e o Executivo: intenção sem ação é igual a NADA!! Se você não agir, você pode até continuar com a sua vidinha mais ou menos de hoje, pagando seus boletos e vendendo as suas horas de vida ao seu trabalho, mas liberdade e tranquilidade financeira, não vai ter NUNCA!!

Faça ➡️ Erre ➡️ Aprenda ➡️ Faça ➡️ Erre ➡️ Aprenda ➡️ Faça ➡️ Erre ➡️ Aprenda ➡️ Faça ➡️ Acerte ➡️SUCESSO!

Esse é o ciclo que todo mundo (todo mundo mesmo!!!) de sucesso percorre. Se você tiver medor de errar (tá com medinho?!?), você nunca, jamais, irá acertar. Coloque isso na cabeça e se prepare para errar muuuitooo. Dessa forma, irá acertar e decolar. 

E no dia que acertar…Ah, meu amigo/minha amiga…Aí será “foguete”. Não vai sequer lembrar que errou tanto antes de acertar. Vai se acostumar com os erros e vai entrar no ciclo de novo e, cada vez mais, evoluir e crescer. 

Faça, erre, erre mais, acerte e sejaricovctb.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s