Como cuidar dos seus investimentos durante a pandemia

A pandemia do coronavírus está mexendo com a economia do mundo todo. Bolsas de valores desabando, empresas fechando, pessoas perdendo (ou diminuindo) a sua renda e até servidores públicos estáveis estão com salários atrasados e com possibilidade de cortes nos vencimentos. Ou seja, a grande maioria das pessoas está passando por alguma dificuldade financeira. Isso sem contar os trabalhadores informais e ambulantes. Esses, só o auxílio emergencial do governo para dar algum alento.

Mas o que fazer nesse momento?

1. Aumente a sua reserva de emergência

Geralmente, a Reserva de Emergência (RE) é no montante de 3 a 6 meses das despesas mensais.

Em momentos como esse, onde a economia está bastante afetada, com diminuição e cortes na renda, a sua maior preocupação não deve ser investir e sim ter uma RE maior. Ninguém sabe quando isso vai passar. E quando passar não tem como saber quando e como a economia irá se recuperar.

Para saber mais sobre a RE: Para que serve a Reserva de Emergência e como fazer a sua

Se você ainda pode, aumente a sua RE, para pelo menos 12 meses dos gastos mensais.

Não sabemos o dia de amanhã. A renda pode acabar, mas as despesas continuarão. Se previna!

2. Na dúvida não faça nada

Você já tem uma reserva bem “calibrada” mas está muito inseguro para novos aportes, principalmente no mercado de renda variável.

Então, NÃO FAÇA NADA!

Nessas situações de grande volatilidade na bolsa, principalmente em grandes quedas, muitos investidores, mesmo uns mais experientes, ficam atordoados. “Só ta caindo, o que eu faço? Compro, vendo??”

Se você está nessa situação, melhor coisa a fazer é abandonar o site da corretora e ir fazer outras coisas. Vá ler, cuidar da saúde, trabalhar (se tiver trabalho), fazer cursos, sei lá. Faça qualquer coisa, menos se preocupar com o home broker.

O que você tem feito na “quarentena”?

3. Se estiver seguro, invista

Algumas pessoas já têm “casca dura” no Mercado. Já passaram por diversas quedas e têm a frieza necessária para lidar com isso.

Se você realmente se enquadra nessa situação, mantenha seu plano de investimentos normalmente (contanto que a sua RE já esteja adequada para o momento).

Continue com seus aportes mensais, calibrando a sua carteira nos percentuais planejados. Exemplo: antes da crise seu percentual em renda variável era de 20% (conforme seu planejamento). Com as quedas, esse percentual caiu para 10%. Então, siga seu planejamento de aportes e volte ao seu percentual desejado aos poucos.

A crise passará e as empresas voltarão a crescer e a ter lucros. E, consequentemente, os preços das ações subirão junto com a recuperação, ou até antes (geralmente o mercado anda na frente da economia).


Dúvidas? Deixe o seu comentário abaixo que irei responder.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s