Você já conhece e investe no Tesouro Direto?

O Tesouro Direto é a programa do Tesouro Nacional, lançado em 2002, onde são negociados títulos públicos federais. Graças a ele foi possível democratizar esse tipo de investimento, permitindo que pessoas físicas investissem nesses títulos.

É muito fácil negociar no Tesouro Direto. Esse títulos são negociados nas corretoras independentes e nas corretoras dos bancos.

Até pouco tempo atrás, só era oferecido nos bancos com cobrança de taxa de adm. (além da taxa de custódia cobrada pela B3 de 0,25% a.a.). Hoje, nos principais bancos, e nas corretoras, você já investe nesse produto apenas com as taxas de custódia da B3 (0,25% a.a), cobrada semestralmente. Taxa menor que praticamente todas as taxas de adm. dos fundos de renda fixa dos grandes bancos, que usam seu dinheiro aplicado para comprar esses títulos e cobram mais caro do que você mesmo comprando diretamente.

Além disso, recentemente o Tesouro Selic passou a ser isento da taxa de custódia (0,25% a.a.) para aplicações até R$ 10 mil. A taxa será cobrada apenas sobre o valor que exceder os R$ 10 mil.

Modalidades de títulos
  • Tesouro Selic;
  • Tesouro Prefixado;
  • Tesouro IPCA+

Conheça as características de cada um deles.

Tesouro selic

  • Título pós-fixado;
  • Rende a Selic Over (praticamente a taxa Selic) diariamente;  
  • Baixo risco;
  • Não tem variação negativa;

É o título mais popular e o mais buscado para quem precisa do valor aplicado num curto ou médio prazo.

Tesouro Prefixado

  • Título prefixado;
  • Rende a taxa contratada no momento da compra até o vencimento;
  • Pode ter pagamento dos juros semestralmente; 
  • Médio risco (em caso de resgate antes do vencimento);
  • Pode ter variação negativa por causa da marcação a mercado;

Não é uma modalidade que eu gosto, pois você fica preso ao prazo contrato até o vencimento do título. Se você compra esse título a 5% ao ano, por exemplo, e algum tempo depois a taxa Selic dispara para valores acima disso, você acaba deixando de ganhar e pode, inclusive, perder para a inflação.

Ademais, se houver saque antes do vencimento pode-se perder dinheiro pela variação negativa.

tesouro ipca+

  • Título pós-fixado;
  • Rende a taxa contratada no momento da compra + IPCA (inflação) até o vencimento;
  • Pode ter pagamento dos juros semestralmente;
  • Médio risco (em caso de resgate antes do vencimento);
  • Pode ter variação negativa por causa da marcação a mercado;

Gosto muito desse título para aplicar dinheiro sem prazo. Se, possível, levar até o vencimento. Meu investimento em renda fixa preferido para investimentos de longo prazo.

E como esses títulos são tributados?

Os impostos incidentes são o Imposto de Renda (IR) e o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF):

IR sobre a rentabilidade:

Até 180 dias de investimento22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

IOF sobre a rentabilidade:

  • Incide em resgate antes de 30 dias;
  • Varia de 96% no primeiro dia a 3% no 29º dia. 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre investimentos em títulos públicos federais, caso queria investir, basta procurar por Tesouro Direto em sua corretora/banco.

Com investimento mínimo de R$ 30,00 é, para mim, a melhor e a mais segura opção, quando se fala em investimento em renda fixa.


Dúvidas? Deixe o seu comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s