Não se compare a ninguém. Seja o seu próprio benchmark

Acabei de ler o livro “12 Regras para a Vida – Um Antídoto para o Caos” do psicólogo canadense Jordan B. Peterson, que aliás é um excelente livro (recomendo a leitura), e uma das regras que mais me identifiquei, e que já tenho aplicado à minha vida, é: “Compare a si mesmo com quem você foi ontem, não com quem outra pessoa é hoje”.

Essa “pequena” mudança de benchmark (referência) é de uma importância imensa para o seu desenvolvimento. Seja ele pessoal, profissional e, até, financeiro.

É libertador quando essa regra se torna um mandamento na sua vida. Ter como objetivo se melhorar a cada dia, ao invés de querer ser como aquela pessoa que você tem como modelo, é muito mais eficaz, duradouro e atingível.

Você não pode usar a aparência de outra pessoa para medir o valor da sua essência.

Dr. Pedro Calabrez

Ter ídolos e modelos é inerente do ser humano. Isso vem desde a infância. Todos nós, quando criança e adolescente, temos os nossos heróis. Queremos ser aquele jogador de futebol, aquela bailarina famosa, aquele ator ou atriz da novela… enfim, são diversos os modelos que idolatramos.

Essa “brincadeira” de criança muitas vezes não causa maiores problemas. O problema é quando isso se estende à fase adulta.

Mas porque isso é um problema?

A partir do momento em que se torna adulto, você tem a sua carreira, os seus amigos, a sua família, os seus projetos pessoais e desafios, etc. Ou seja, tem a sua própria realidade e os seus próprios problemas específicos. E isso torna impossível a comparação com o outro.

Você quer ter o sucesso e a riqueza daquele cara que segue no Instagram. Ou a beleza e a simpatia daquela blogueira que você admira. Mas você conhece a realidade deles? Sabe o que eles passaram para chegar ali? Ou até, tem certeza que eles são realmente felizes e realizados?

As redes sociais tornaram as pessoas muito “perfeitas”, e a comparação com a sua “imperfeição” poder ser muito dolorosa se você não mudar a sua mentalidade.

Quando eu iniciei nesse mundo de blog, comecei pelo Instagram (@sejaricovctb). Tinha como principais modelos o Tiago Nigro (O Primo Rico), a Nathalia Arcuri (Me Poupe!), o Gustavo Cerbasi e o Bastter (Bastter.com). Todos com milhões de seguidores, influenciando milhões de pessoas, e com blogs, podcasts e canais do Youtube super produzidos. E eu lá, tentando produzir conteúdo para meia dúzia de pessoas (rsrs). Isso poderia ser bastante frustrante e, talvez, fosse mais fácil desistir, para não passar vergonha.

Mas logo caiu a ficha: a minha realidade é bem diferente da deles. Eu não tenho que me comparar com ninguém. Eu não vivo disso. O meu blog é um hobby. É um meio de ajudar as pessoas, produzindo conteúdos sobre coisas que eu adoro, e, principalmente, quanto mais eu escrevo para os outros mais eu aprendo.

Daí, eu passei a fazer as coisas do meu jeito. Me comparando, apenas, com o meu eu anterior. Criei esse blog/site, pois tenho mais liberdade de produzir textos da maneira e do tamanho que eu quiser. Tomei as rédeas do meu projeto, à minha maneira.

Hoje, não tenho mais modelos. Talvez, apenas, algumas inspirações (mais o Bastter). Minha referência sou eu mesmo. Analiso como eu era ontem, vejo o quanto eu evolui hoje e trabalho para ser melhor amanhã.

O segredo é você evoluir um pouquinho a cada dia

Você não vai se tornar uma pessoa melhor focando no outro. Mas, com certeza, se tornará melhor se tiver como objetivo evoluir um pouquinho a cada dia.

Se pergunte: “O que eu preciso melhorar? O que eu gostaria de começar? O que eu preciso fazer para realizar isso?”

Quer aprender uma nova língua? Estude, leia e/ou ouça todo dia um pouco.

Quer escrever um livro? Todo dia escreva uma linha, um parágrafo, sei lá, evolua um pouquinho.

Quer ser mais altruísta? Comece ajudando alguém na rua. Dê comida, uma roupa. Faça um pouco, mas faça.

São tantas as possibilidades e depende só de você. Reflita sobre o que gostaria de melhorar, ou mesmo de começar, e faça um pouco a cada dia. Não se cobre tanto, mas, também, não se permita procrastinar.

Ah! E outro ponto. Se permita ter recompensas. Isso é muito importante. Associe pequenas conquistas diárias a pequenas recompensas. Pode ser um café no final do dia ou uma pausa para assistir um filme, ou uma série. Pode ser qualquer coisa “boba” e relaxante que você goste de fazer. A recompensa é sua. É um prêmio pela sua evolução. Algumas vezes, a recompensa será um reconhecimento, um elogio, e isso será tão bom, ou até melhor, que uma recompensa que você mesmo se der.

E isso vale para os meus investimentos também?

Com certeza absoluta!

Você é daqueles que gosta de saber como anda os investimentos do seu amigo? “Fulano ganhou 300% num operação”. “Beltrana disse que está ganhando 5% todo mês”.

Se você é desses, pare agora! Primeiro que você nem sabe se isso é verdade. Segundo porque, como já foi dito nesse post, cada um tem a sua realidade. Por isso, é impossível se comparar ao outro.

Seu amigo(a) diz estar ganhando tanto, mas pode ser uma pessoa solteira, sem filhos, com emprego estável e com perfil de se arriscar mais. Com isso, pode ter uma carteira com percentual alto em ações e, com o mercado altista, ter desenvolvido bem. Sem contar que pode mentir também (rsrs).

Já outra pessoa, tem filhos, não tem um emprego seguro e tende a ser mais conservador. Precisa ter uma reserva de emergência maior, um valor maior em renda fixa e, assim, em mercados de alta de ações, não terá um rendimento igual ao do amigo.

Isso só para citar duas pessoas com vidas e perfis diferentes. Cada um sabe da sua realidade e como deve investir.

Então, esqueça se comparar com o outro. Procure em você o que pode melhorar dia a dia. Não pode arriscar muito? Foque em melhorar o seu trabalho, em ter mais uma fonte de renda e em cortar gastos supérfluos, para aportar mais todo mês. Aporte maior é muito melhor que rentabilidade, e o tempo é a variável mais importante no crescimento do patrimônio.

Pode, também, estudar mais sobre o mercado de ações a longo prazo e, talvez, se sinta mais seguro e aumente o percentual nesse tipo de investimento (recomendo a leitura do livro Investindo em Ações no Longo Prazo do Jeremy J. Siegel).

Da mesma forma, não compare a sua carteira com índice nenhum. Nem com o Ibov, nem com o CDI, nada disso. Faça a sua parte da melhor maneira possível. Estude e melhore sempre. Monte a sua carteira e mantenha o seu foco nisso. Esqueça todo o resto. Você não deve investir para ser melhor do que ninguém e nem para bater índices. Você investe dentro das suas possibilidades para ter um futuro mais tranquilo e independente.

“A melhor forma de medir seu sucesso nos investimentos não é se você está superando o mercado, mas se você colocou em prática um plano financeiro e a disciplina comportamental que o possam levar aonde deseja chegar. No fim, o que importa não é cruzar a linha de chegada antes dos outros, mas se certificar de que a cruzará.”

Jason Sweig. Comentários no livro O Investidor Inteligente de Benjamin Graham

Conclusão

Portanto, esqueça o seu amigo, a sua amiga. Você não tem que copiar o que eles fazem, como eles fazem ou querer o que eles têm. Você é um ser único, com a sua realidade, os seus problemas e a sua forma de agir.

Sua única referência deve ser você mesmo. Analise como era ontem, o que pode fazer para melhorar hoje e verá que, fazendo isso, será muito melhor amanhã. Não melhor que ninguém, mas melhor do que o seu “eu” ontem.

E faça um pouco a cada dia, se recompensando a cada conquista. É muito melhor uma melhora pequena e constante dia a dia, do que tentar dar um grande passo de uma vez. Depois de algum tempo uma grande evolução será sentida, mas em pequenos passos. Só assim você se mantém estimulado e não desiste.

“Cada novo dia é uma nova chance para ser melhor. Não melhor que os outros. Melhor que nós mesmos”

Rodrigo de Abreu


Não se compare a ninguém, melhore a cada dia e sejaricovctb!

4 comentários em “Não se compare a ninguém. Seja o seu próprio benchmark

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s